Vila Verde

EB 2,3 de Lamaçães entre as escolas distinguidas com o “Selo Escola Amiga da Criança”

Partilhe esta notícia!

A 2.ª edição do projeto Escola Amiga da Criança, organizada pela Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), a LeYa e o psicólogo Eduardo Sá, contou com mais de 3000 candidaturas que, no total, submeteram a concurso 1500 projetos, postos em prática durante o ano letivo 2018/2019.

A iniciativa tem como objetivo partilhar e distinguir iniciativas extraordinárias, desenvolvidas pelos estabelecimentos de ensino, que contribuam para um desenvolvimento mais feliz dos alunos no espaço escolar. A Escola Secundária de Francisco Franco, da Região Autónoma da Madeira, com o seu projeto “Banco dos Afetos“foi a grande vencedora desta iniciativa, e terá a sua biblioteca repleta com 5000 euros em livros LeYa.

 

 Na categoria Cidadania e/ou Inclusão, a escola do concelho de Braga distinguida foi a Esc. EB 2/3 Lamaçães, com o “Projeto Lamaçães contra o Bullying”. Esta iniciativa consistiu em várias ações de sensibilização da comunidade escolar em relação à problemática do Bullying. Pretendeu-se envolver na reflexão e debate sobre este tema toda a comunidade escolar. Da iniciativa fez parte uma palestra seguida de debate, intitulada “Bullying e Cyberbullying: uma realidade a entender e a reagir”, dirigida a pais e encarregados de educação, na EB 2,3 de Lamaçães.

 

A ação de sensibilização dos alunos para este tema contou com uma performance teatral sobre esta temática criada e interpretada pelos alunos da Oficina de Teatro da Associação de Pais, à qual se seguiu uma palestra intitulada “O Bullying não é brincadeira!”, tendo terminado com a projeção de um filme educativo e um debate, envolvendo todas as turmas do 5º ano. Todas as palestras inseridas neste projeto foram dinamizadas por psicólogos de crianças e adolescentes. Da iniciativa “Lamaçães contra o Bullying” fez também parte um Concurso de Rap, apadrinhado pelo músico bracarense Bird, onde os alunos foram convidados a compor, individualmente ou em grupo, um rap original sobre a temática do Bullying.

 

Distrito de Braga bem representado nas distinções

 

Entre as escolas distinguidas pelas suas ideias extraordinárias estão também a Esc. EB 2/3 Nogueira, com a iniciativa “Somos o que comemos”, o Colégio João Paulo II, com “Alimentação Saudável”, a Esc. EBI/S Cons. Música Cal. Gulbenkian com “Música com Saúde”, a Esc. EB 2/3 Celeirós com “Educar com a Horta e Floresta Escolar”, na categoria Saúde e Ambiente. Já na categoria Atividades extracurriculares e/ou interdisciplinares, foram distinguidas a Esc. EBI/S Cons. Música Cal. Gulbenkian com o “Clube A Magia das Ciências”, o Col. João Paulo II, com o “Ciclo de Conferências do Colégio João II” e as “Jornadas da Ciência”, o Col. Teresiano com “Leio porque Eu quero/ Leitura partilhada”, a Esc. EB 2/3 Dr. Francisco Sanches com a “Tutoria de Pares”. Na categoria Digital, foi reconhecida a Esc. EB 2/3 Dr. Francisco Sanches com o “Clube de Programação e Robótica”. Na categoria Envolvimento família-comunidade, entre as escolas distinguidas estão a  Esc. EB 1 Parretas – nº 33, com o projeto “Escola + Família = Sucesso” e a Esc. EB 2/3 Tadim com “Encontro de Gerações.

Comentários

topo