Curiosidades

Rui Pinto blindou dez discos rígidos a que a PJ não consegue aceder

Partilhe esta notícia!

Dos doze discos externos e dois computadores que foram confiscados a Rui Pinto, dez discos rígidos permanecem inacessíveis às autoridades

Rui Pinto, o pirata informático alegadamente responsável pelo portal Football Leaks, estava prevenido para o momento em que pudesse ser detido pelas autoridades – o que ocorreu em janeiro deste ano, na Hungria.

De acordo com o Jornal Publico esta sexta-feira, dos doze discos externos e dois computadores que lhe foram confiscados, dez discos rígidos permanecem inacessíveis às autoridades.

No auto de exame forense datado de 16 de setembro, a Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica da Polícia Judiciária diz existirem “fortes indícios” de que os discos rígidos que permanecem encriptados sirvam como “repositórios de informação exfiltrada”, à semelhança dos que foram analisados com sucesso.

No mesmo documento, consultado pelo jornal, a unidade da PJ fez questão de deixar claro que o período dado à investigação forense era curto, em função da “quantidade, complexidade e diversidade da informação disponível nos volumes de armazenamento de massa”.

Recorde-se: Rui Pinto é acusado pelo Ministério Público de 175 crimes: 75 de acesso ilegítimo, 70 de violação de correspondência, um crime de tentativa de extorsão e um de sabotagem informática.

Comentários

topo