Braga Destaque

PSP em “tolerância zero” no jogo Guimarães – Braga

© Joaquim Gomes / Semanário V
Joaquim Gomes
Escrito por Joaquim Gomes

A PSP estará durante este domingo em “tolerância zero”, no policiamento do jogo Vitória de Guimarães – Sporting de Braga, a disputar a partir das 20 horas, mas com centenas de polícias a tomarem posições estratégicas a partir do meio da tarde dentro e nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, num espetáculo já classificado como de “risco elevado”, O esquema incluirá as equipas táticas do INEM, com médicos, enfermeiros e técnicos de emergência pré-hospitalar, em articulação com as forças de segurança, numa lógica com a preocupação preventiva de reação rápida em termos de segurança e de eventual socorro.

O policiamento será comandado pelo subintendente Pedro Osório Colaço, oficial superior de operações do Comando Distrital de Braga da PSP, com um reforço muito significativo dos agentes da Força Destacada no Comando Metropolitano do Porto (COMETPOR) do Corpo de Intervenção (CI) da Unidade Especial de Polícia (UEP), devido à rivalidade dos adeptos de ambos os clubes do Minho, o Vitória Sport Clube e o Sporting Clube de Braga.

© Joaquim Gomes / Semanário V

Segundo apurou o V junto de fontes policiais, uma das preocupações que vão nortear os trabalhos da Polícia de Segurança Pública será evitar o contacto, mesmo que próximo, de claques ou de adeptos isolados do Vitória de Guimarães e do Sporting Clube de Braga, já que o estádio vimaranense é considerado pelas próprias organizações futebolísticas como dos mais perigosos, se não mesmo o maior problemático do país, o que é dificultado por ser dos poucos recintos que está encrustado no centro da cidade, mas sem acessos de raiz, como sucede na maioria dos estádios portugueses, o que afunila todas as movimentações.

Este domingo, o Comando Distrital de Braga, tendo em conta as circunstâncias dos jogos entre os velhos rivais, envolverá “um dispositivo policial considerado adequado” para as circunstâncias, integrando diversas valências, como as Equipas de Intervenção Rápida, as Equipas de Investigação Criminal, as Equipas de Trânsito, o Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia, o Grupo Operacional Cinotécnico, as Equipas de Prevenção e Reação Imediata (EPRIS) em motos e a Unidade Distrital de Informações Desportivas.

© Joaquim Gomes / Semanário V

Comentários

Acerca do autor

Joaquim Gomes

Joaquim Gomes

Deixar um comentário