Amares Destaque

Amares. Exterminados 150 ninhos de vespas asiáticas

Ninho de vespas asiáticas © Paulo Moreira Mesquita / Semanário V

O Município de Amares, no âmbito do programa de minimização dos efeitos provocados pela vespa velutina, também conhecida como vespa asiática, procedeu, até ao momento, à exterminação de 150 ninhos, refere a autarquia em comunicado.

Indica ainda que os Serviços Municipais de Proteção Civil deram, ainda, entrada cerca de 100 avistamentos, que no local se verificaram corresponder a ninhos de vespa cabro, uma espécie europeia semelhante à vespa asiática, mas que pode ser distinguida para além do tamanho pela cor das patas. Enquanto a vespa cabro (europeia) apresenta as patas de cor acastanhada, a vespa asiática tem as patas sempre amarelas e são também mais pequenas. A coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) é outra das caraterísticas que pode permitir mais facilmente identificar as duas espécies.

Falsos alarmes

Considerando, refere o comunicado, o número de falsos alarmes registados, o Município de Amares apela para que apenas sejam comunicados os ninhos referentes à vespa asiática, uma vez que colónias de outras espécies não serão destruídas, e estas situações podem contribuem para atrasar os processos referentes à eliminação dos ninhos de vespa asiática.

“Não tentem destruir os ninhos de vespas asiáticas por meios próprios”

A autarquia apela, ainda, a todos os cidadãos para que não tentem destruir os ninhos de vespas asiáticas por meios próprios, já que nestes casos podem tornar-se extremamente agressivas. Por outro lado, a sua destruição deve cumprir todos os procedimentos recomendados. As colónias destruídas de forma incorreta darão origem a várias, contribuindo, assim, para um agravamento do problema, acrescentam os Serviços Municipais de Proteção Civil.

Norte prevalece no número de ninhos destruídos

No primeiro semestre do ano foram destruídos pelo menos 5.600 ninhos, segundo o Governo, especialmente no norte do país, onde começaram por ser detetados.

Designada cientificamente por ‘vespa velutina‘, a vespa asiática teve o primeiro registo em Portugal, no distrito de Viana do Castelo, em 2011, e desde aí tem-se deslocado para sul. O Governo, que este ano disponibilizou 1,4 milhões de euros para apoiar os municípios na destruição de ninhos, diz que o plano de vigilância e controlo está a ser eficaz.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação

Acerca do autor

Paulo Moreira Mesquita

Paulo Moreira Mesquita

Diretor Semanário V

Deixar um comentário