Barcelos

Estudante do IPCA vence bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian

Beatriz Abreu, aluna do terceiro ano da Licenciatura em Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais da Escola Superior de Tecnologia (EST) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e membro do Conselho Geral desta Instituição.

É a única estudante do Ensino Superior Politécnico selecionada para ser bolseira do programa Novos Talentos em Inteligência Artificial da Fundação Calouste Gulbenkian (https://gulbenkian.pt/grant/novos-talentos-em-inteligencia-artificial/).

A estudante ficou orgulhosa com esta distinção, no entanto ciente do que está para vir: “Foi muito gratificante saber que ganhei a bolsa; porém, sei que tenho um grande caminho a percorrer para atingir os desafios que forem surgindo”, referiu Beatriz Abreu.

No período de 10 meses, a estudante vai desenvolver um trabalho na área da inteligência artificial aplicada aos jogos digitais, orientada pelo Professor Alberto Simões, membro integrado do Centro de Investigação 2AI da EST/IPCA. Em relação ao trabalho “o tema do projeto a desenvolver no âmbito da bolsa vai ser relacionado com a criação processual de níveis para um puzzle do género sokoban; todavia, o tema do projeto ainda não está confirmado”, adiantou a estudante do IPCA que salientou ainda a importância do curso de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais “estudar no IPCA permitiu-me desenvolver não só competências técnicas como pessoais, que por sua vez me permitiram participar em diversas atividades dentro e fora da comunidade académica e enriquecer os meus conhecimentos”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo