Destaque

País. Engravida aos 16 anos após abusos de vizinho em Cantanhede

Todos os jogos que inventava eram apenas um pretexto para ficar a sós com a menina, que na altura tinha 12 anos. Vizinho da família da vítima, numa aldeia do concelho de Cantanhede, o homem de 59 anos acabou condenado a seis anos e nove meses de prisão e ao pagamento de 60 mil euros à jovem que, na sequência dos abusos, engravidou aos 16 anos.

A bebé nasceu. Hoje tem cinco anos e a vítima dos abusos sexuais, agora com 22 anos, não recebeu um cêntimo do agressor, por este não ter rendimentos e estar na cadeia a cumprir a pena. E, por isso, a Comissão de Proteção às Vítimas de Crimes, presidida por Carlos Anjos, adiantou 30 mil euros para ajudar a vítima e a filha.

“Viu toda a sua vida alterada. Todos os planos rasgados, tudo o que sempre pensou fazer foi destruído. Não foi para a universidade como pensava, pois necessitava de trabalhar para criar a filha.

O agressor foi detido e internado num estabelecimento de saúde, nunca tendo tido nenhuma atenção para com ela ou para com a sua filha. A sua vida foi completamente destruída pelo agressor, tendo vindo, com muito custo e sem apoios, a tentar reconstruir ao longo dos últimos anos”, concluiu o juiz que condenou o homem.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo