Vila Verde

25 ambulâncias retidas no hospital de Penafiel por falta de macas. Doentes e bombeiros desesperam

Avança o verdadeiroolhar online que, Mais de 25 ambulâncias de corporações de bombeiros e delegações da Cruz Vermelha da região chegaram a estar retidas, durante esta tarde, à porta da urgência do Hospital Padre Américo, em Penafiel, por falta de macas. Em alguns casos esperaram três horas e meia até que macas ocupadas por utentes, a aguardar por internamento ou alta, fossem libertadas. Estas situações têm vindo a acontecer com cada vez mais recorrência, lamentam as corporações de bombeiros, e já se vinha a repetir desde a semana passada, com picos de demora no fim-de-semana.

Os meios retidos podem pôr em causa o socorro e obrigam a grande ginástica em algumas corporações. “Esta situação já se arrasta há algum tempo. Hoje tive lá quatro ambulâncias retidas por falta de macas. Uma esteve lá cerca de três horas e meia. Isto obriga à mobilização de mais elementos”, aponta o comandante dos Bombeiros Voluntários de Penafiel à mesma fonte.

“Eu próprio já fiz uma exposição ao hospital. Diariamente há ambulâncias a esperar uma a duas horas e já houve casos em que tivemos seis pessoas paradas, com três ambulâncias, durante mais de duas horas. Isto é uma falta de respeito com as instituições que prestam socorro”, lamenta José Morais, comandante dos Bombeiros Voluntários de Paredes, salientando que o problema afecta, todos os dias as corporações da região”, complementa.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo