Ambiente

País. Maternidade de Silves dá linces-ibéricos ao mundo há dez anos

Partilhe esta notícia!

Foi um caminho por vezes difícil e muito emotivo, que fez «perder anos de vida» a Rodrigo Serra, mas os dez anos de existência do Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico (CNRLI), que funciona desde 2009 em Silves, só podem ser vistos como sendo «muito positivos» pelo diretor do centro.

Sul Informação avança com a história, depois da visita à infraestrutura, que tem dado um forte contributo para a recuperação de uma espécie que, há uma década, estava em pré-extinção, em Portugal. Hoje, o lince-ibérico ainda continua criticamente ameaçado, “mas, esperemos, a caminhar em direção ao apenas ameaçado”. Afinal, em 2009, não havia registo de nenhum lince em Portugal e hoje há 105 exemplares na zona do Baixo Guadiana.

Para aqui chegar, foi preciso trabalhar muito e, acima de tudo, saber sofrer. O arranque de um centro desta natureza é sempre uma coisa complicada. Os animais que se recebe ou são animais que tiveram problemas noutros centros, ou são imaturos, que estão nas suas primeiras tentativas de reprodução.

Comentários

topo