Cultura Destaque Guimarães Região

Seminário com a “Família em Foco” decorreu em Guimarães

(c) DR
Escrito por Joaquim Ribeiro

“Família em Foco” é o tema do seminário que decorre esta quinta e sexta-feira, em Guimarães, no Centro Cultural Vila Flor, numa iniciativa do Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) do Centro Juvenil de São José.

Na sessão de abertura, o Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, destacou a “partilha de experiências” e sublinhou a presença de investigadores, no sentido de potenciar o conhecimento para resolver problemas estruturais. “O conhecimento científico é fundamental para sustentar melhor as decisões, independentemente da área de intervenção. Com a participação de investigadores, este seminário vai muito além da partilha de boas práticas das instituições, na construção do caminho para o bem-estar e a felicidade das crianças”, referiu Domingos Bragança. O Presidente da Câmara recordou o estatuto de “Cidade Amiga da Criança”, atribuído pela UNICEF a Guimarães, resultado de uma ação transversal ao envolver a autarquia, escolas, associações, instituições e as pessoas.

O diretor do Centro Distrital de Braga da Segurança Social, João Ferreira, defendeu uma “resposta eficaz” através do “compromisso” a assumir com os temas da família e crianças. João Ferreira considerou as modalidades de intervenção para “uma sociedade mais justa e solidária na defesa dos direitos da criança”, através da prevenção de situações de risco, na avaliação das dinâmicas de risco e proteção das famílias ou reparação de situações de risco psicossocial mediante o desenvolvimento de competências parentais, pessoais e sociais das famílias.

Segundo o presidente do Centro Juvenil de São José, Fernando Xavier, este seminário tem como objetivo “transmitir a experiência e ouvir outras experiências” no âmbito da “promoção de uma mudança positiva”. O seminário decorre no Centro Cultural Vila Flor (CCVF) até sexta-feira, 29 de novembro, com a presença de várias instituições dedicadas à intervenção familiar e comunitária, bem como oradores ligados à investigação neste domínio.

O Centro Juvenil de São José acompanha 80 famílias de todas as freguesias do concelho, intervindo através de três vertentes: preservação familiar, reunificação familiar e ponto de encontro familiar. A instituição, sem fins lucrativos, tem as suas origens nas antigas Oficinas de São José, fundadas no Convento das Capuchinhas, desde 1915. O CAFAP procura potenciar o bem-estar das crianças, jovens e suas famílias, através do desenvolvimento de competências parentais, pessoais e sociais. No próximo dia 10 de dezembro será inaugurada a sede CAFAP do Centro Juvenil de São José, pelas 18h00.

Comentários

Acerca do autor

Joaquim Ribeiro

Deixar um comentário