Curiosidades

Pai solteiro adota menina com Síndrome de Down rejeitada por 20 famílias

Partilhe esta notícia!

O homem, solteiro e residente em Nápoles, revelou ao jornal Daily Star que acolheu Alba na sua família quando esta tinha apenas 13 dias de vida. A menina tinha sido abandonada pela mãe devido à sua condição genética. Na altura, outras 20 famílias que estavam em lista de espera para adotar uma criança rejeitaram ficar com a bebé com trissomia 21. Depois de um processo moroso, Luca conseguiu adotar Alba, apesar dos entraves que lhe foram colocados pelo facto de ser homossexual e de não se encontrar em nenhum relacionamento estável.

O pai solteiro trabalha com crianças deficientes desde a sua adolescência e criou até a sua própria instituição de caridade em 2007. “Desde os 14 anos que sinto que tenho o conhecimento e a experiência certa para ajudar estas crianças”, disse em declarações à BBC. O homem recorda o dia em que pegou Alba ao colo pela primeira-vez, ainda era esta uma recém-nascida. “Senti que ela era minha filha imediatamente. Sabia que estava pronto para ser o pai dela”, disse.

A dupla acabou por se tornar um fenómeno de sucesso na Internet. Através do Instagram, Luca tem partilhado com os seus milhares de seguidores a aventura da paternidade, que já dura há dois anos.

Comentários

topo