Braga

Associação Académica da UM declara “estado de emergência 2.0” nos SASUM

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) declarou o “estado de emergência 2.0” dos Serviços de Ação Social da instituição, anunciando que votará contra o corte anunciado de cerca de 60% no orçamento daquelas prestações.

Em comunicado, a AAUM justifica o alerta dizendo que “cortar na ação social é romper o contrato social, de garantia de acesso para todos, independentemente das suas condições sociais e económicas”.

Os estudantes minhotos avisam que o corte na verba para a Ação Social da Universidade do Minho (SASUM) de 650.000 euros, em 2019, para “apenas 250.000 euros”, em 2020 vai ter consequências.

“Um desinvestimento que, para efeitos de equilíbrio orçamental, obriga a que os SASUM se vejam obrigados a adiar decisões no âmbito da gestão de recursos humanos e nos investimentos em capital, nomeadamente obras e requalificações necessárias” pode ler-se no comunicado.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo