André Almeida

Opinião. Qual a Persona do seu produto/serviço?

Partilhe esta notícia!

Quando se fala em alcançar pessoas através de campanhas de marketing é necessário saber-se para quem se está a comunicar pois de outra forma está-se apenas a deitar dinheiro ao lixo e a desperdiçar muitos recursos em vão. Acredito, muito por força da experiência que há muitas empresas que desenvolvem campanhas e ações sem analisar, desenvolver ou analisar para quem as vai dirigir e quase sempre questões como os interesses, hábitos de consumo ou mesmo modo de vida vão bloquear os esforços desenvolvidos. No entanto isso é possível prever antes de se iniciar qualquer ação de marketing. Basta ter dados e isso é o que não nos falta!

O ambiente digital veio claramente facilitar a vida aos gestores e aos profissionais de marketing no estudo, análise e avaliação de campanhas de marketing e com isso permitir que se atinjam os resultados objetivados o mais eficaz e eficientemente possível.

Entretanto, para dialogar com o público que se quer “atingir” é necessário conhecê-los. Definir a persona, o público-alvo, é o primeiro passo para vender os produtos/serviços. Afinal, toda estratégia de Marketing Digital é desenvolvida a partir do perfil do seu cliente: O que ele deseja? De onde ele é? Quais são suas preferências? Qual é o seu estilo de vida? Qual é a sua idade?, etc. Estes mapeamento deve ser feito a fim de identificar a melhor forma de se relacionar com o cliente.

Mas, o que é Persona? As Personas são personagens fictícios criados de acordo com o cliente ideal. Ele faz parte do público-alvo, composto por diversas pessoas. Mas como isso é delimitado? Com as respostas às perguntas que indiquei acima, é possível fazer um apanhado e determinar o que esses possíveis consumidores têm em comum.

Mas atenção, há mais informações que se devem aferir de modo à persona ser o mais fiel possível. O mapeamento que se deve fazer deve incluir informações como: Onde vive Qual o sexo, Qual idade, Se é casado, se tem filhos, qual profissão, Quais os seus hobbies, que tecnologia utiliza para navegar na internet, etc.

Com estas informações conseguimos então determinar mais facilmente quais os desejos e os problemas que esta persona tem.

Em cima falei em dados e falei em digital e por isso claro há meios que nos permitem facilitar este trabalho extenso. Ferramentas como o Google Analytics, as Redes Sociais (parte de estatísticas – Páginas), CRM’s (plataformas de gestão de informações de clientes) ou mesmo websites como INE ou Pordata ajudam-nos a aceder, analisar e trabalhar dados muito úteis na definição das Personas.

Analise estas ferramentas e veja quem é o tipo de público que mais interage e faz ações nos seus diversos canais de comunicação.

Veja mais artigos de marketing aqui no Semanário V ou na minha página pessoal!

Bons negócios! 🙂

Comentários

topo