Amares

“Variações” vence prémio Arco-Íris 2019 da ILGA Portugal

A 17ª edição desta iniciativa anual da maior e mais antiga associação de defesa das pessoas LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexo) de Portugal, celebra pessoas e instituições que se distinguiram ao longo do ano de 2019 na luta contra a discriminação em função da orientação sexual, da expressão e identidade de género e características sexuais no nosso país. Os troféus serão entregues no dia 11 de janeiro. O filme Variações foi um dos contemplados.

O filme de João Maia sobre a vida de António Variações – o filme português mais visto do ano 2019 “levou a visibilidade sem rodeios ao grande público, mas reforçou também o quão difícil é dar nome à discriminação e falar sobre VIH”, refere a organização.

“Este prémio é um incentivo para que João Maia e mais realizadoras/es continuem a abordar a temática LGBTI de uma forma cada vez mais clara e abrangente, sem medos ou silêncios”, complementa. Recorde-se que o filme “Variações” teve a sua ante-estreia em Amares.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo