Cultura

Vila Verde. Feira “secular” dos vinte em Prado arranca dia 18 de janeiro

Partilhe esta notícia!

A Vila de Prado prepara-se com pompa e circunstância para a feira dos vinte, O certame remonta ao longínquo século XIV, em que o rei D. Dinis era o soberano da nação e, desde então, realiza-se sempre do dia 20 de janeiro de cada ano. Apresenta-se em 2020 acompanhada por um programa alargado que se estende durante três dias, 18 a 20 de janeiro. 

O destaque desta feira, assenta na troca e venda de gado cavalar e bovino. No entanto, o certame adaptou-se à evolução dos tempos e apresenta-se nos dias de hoje com um programa diversificado que inclui música, gastronomia, espetáculo equestre, concurso pecuário.

Este ano, para dar início às festividades, a 18 de janeiro é assinalado o dia das Associações da Freguesia, com animação musical e muito convívio, na tenda gigante colocada no Largo de S. Sebastião. Neste mesmo dia a Confraria Gastronómica das Provas da Feira dos Vinte promove o seu ‘II Capítulo Solene e de Entronização’ de novos confrades.
No domingo, 19 de janeiro, a animação começa pelas 15 horas com Festival de Folclore, seguido do espetáculo equestre às 17 horas. Às 20h30, tem lugar o Encontro de Reis e a festa continua  com after party a cargo do animador Tosttas. Nesta noite, decorrem ainda as habituais provas nas tasquinhas e restaurantes locais. O programa para o dia principal, 20 de janeiro, é a feira de gado e o concurso pecuário, com o largo da vila cheio de animais e produtores que fazem trocas ou vendas de gado. Durante a manhã, terá ainda lugar a missa e bênção do gado.  Da parte da tarde, para finalizar, há batismo de cavalo e passeios em charrete. Em Dia de S. Sebastião, várias pessoas aproveitam também para prestarem devoção ao santo padroeiro contra a peste, fome e guerra.

“O passar dos séculos não desgastou a centenária Feira dos Vinte que continua de pedra e cal na Vila de Prado. O certame remonta ao longínquo século XIV, em que o rei D. Dinis era o soberano da nação e, desde então, realiza-se sempre do dia 20 de janeiro de cada ano. Apresenta-se em 2020 acompanhada por um programa alargado que se estende durante três dias, 18 a 20 de janeiro. À semelhança do que aconteceu no ano passado, a programação inclui uma série de atividades que visam reforçar o setor pecuário e manter bem viva a chama da tradição, como o espetáculo equestre, o concurso pecuário, o encontro de reis e o festival de folclore”, revela a organização.

 

Feira dos Vinte © Luís Ribeiro/ Semanário V

Comentários

topo