André Almeida

Opinião. Tendências de Marketing para 2020

Como é habitual, em cada novo ano faz-se uma retrospetiva do ano “velho” e perspetivam-se comportamentos, hábitos, tendências de continuidade e de fortalecimento no novo ano. Em alguns setores e áreas é assim e no marketing não é exceção!

Fazendo uma compilação da minha experiência pessoal mas também de algumas entidades e personalidades que no que toca a esta área, descreverei as que considero mais importantes.

Relacionamento 1 para 1 – Num mundo de redes sociais, onde cada vez mais utilizadores usam estes canais para comunicar, relacionar e também encontrar soluções para as suas necessidades (por exemplo os Grupos temáticos), irá ser cada vez mais utilizada a comunicação personalizada, recorrendo por exemplo aos Chatbot’s como ponto de partida para o diálogo. Estes mecanismos farão cada vez mais parte integrante dos websites atuais como forma de captar e reter o utilizador no site, potenciando a sua conversão em Lead.

Pesquisas por Voz – Com o aumento do investimento em Inteligência Artificial, as plataformas mais utilizadas no mundo digital recorrerão cada vez mais a este tipo de recurso para apresentar resultados mais diretos aos seus utilizadores. Segundo diversos estudos as pesquisas por voz têm vindo a aumentar de ano para ano, tendo registando um aumento considerável no último ano. Soluções como Google Search, Maps ou Alexa, por exemplo, estão já preparadas para apresentar resultados através deste recurso. Ótima oportunidade para as marcas produzirem conteúdos neste formato e “aproveitarem” o efeito novidade e serem as primeiras a surgir ao potencial cliente.

Conteúdos em Áudio e Vídeo – é uma tendência que já vem sendo referida em anos anteriores e este ano 2020 não será exceção. Cada vez mais as pessoas têm menos tempo para realizar as suas tarefas diárias e o acesso à informação requer mais facilidade de consulta e consumo, pelo que estes formatos tendem a ser mais práticos, uma vez que o utilizador pode estar a realizar outra tarefa enquanto o consome, por exemplo, ouvir um podcast enquanto correr ou cozinha.

Comércio Eletrónico nas Redes Sociais – Sendo o website uma ferramenta importantíssima na estratégia de marketing digital, o uso das redes sociais para impulsionar as vendas online é indiscutível, pois é lá que as pessoas estão e passam mais de metade do tempo despendido na internet. É importante que as marcas tenham as suas presenças sociais bem definidas e interligadas com os seus websites/comércio eletrónico pois todos funcionam em conjunto.

Conteúdo original – A frase “o conteúdo é rei” já a abordei aqui e será sempre uma expressão válida, passem um, dois, dez anos. As pessoas querem consumir informação real, verdadeira, que impacte e na qual se revejam. As marcas devem avaliar o seu público e entregar conteúdo orientado e personalizado de forma a criar e fortalecer a sua comunidade e potenciar a conversão de visitantes em Leads e em Clientes. Apostar em vídeo, streaming, experiências, etc faz com que o consumidor veja na marca algo inovador, algo com valor. E é valor que as pessoas hoje em dia querem, mais até que o próprio produto/serviço!

Também algumas entidades aproveitam esta época para perceber quais as linhas que mais se evidenciam na área do marketing e com isso poder entender melhor o mercado. É o caso da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa que incentivou 25 profissionais de Marketing a escreverem quais eram no seu entender as tendências para o novo ano. Pode consultar o Ebook aqui.

Resta-me desejar-lhe a si que me acompanha e ao Semanário V um excelente Ano 2020, com tudo de bom e que todos os seus sonhos se realizem!

Veja mais artigos de marketing aqui no Semanário V ou na minha página pessoal!

Um Bom Ano! 🙂

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo