Braga

Braga. Nova Arcada vendido a fundo israelita por cerca de 45 milhões de euros

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu o centro comercial Nova Arcada, em Braga, ao fundo israelita MDSR. A transação rondou os cerca de 45 milhões de euros. Esta é a primeira operação deste investidor em Portugal que, no início do ano passado, já tinha demonstrado interesse em estrear-se no mercado nacional, depois de ter uma carteira com mais de 30 ativos em Espanha, avança a EcoNews.

Com mais de 71 mil metros quadrados, o centro comercial abriu em março de 2017 sob o nome Nova Arcada, pondo, assim, fim ao antigo Dolce Vita Braga, depois de os anteriores donos terem falido. Conta com 108 lojas, incluindo um IKEA e uma unidade hospitalar, a Trofa Saúde.

Dolce Vita Braga: Um investimento falhado que acabou nas mãos da banca

Hoje é Nova Arcada mas, até 2017, era denominado Dolce Vita Braga, um projeto pensado pela imobiliária espanhola Chamartín. O centro comercial começou a ser construído em 2006 e tinha abertura prevista para 2008. Contudo, a um ano de abrir portas, poucas empresas mostravam interesse em arrendar as lojas porque, ao mesmo tempo, estava a ser construído o Braga Parque.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo