Destaque País

Homem morto em Foz Côa por livrar filha de 13 anos de casamento “forçado”

(c) DR
Redação
Escrito por Redação

Em março de 2019, a filha de Francisco começou a viver maritalmente com jovem de 17 anos, em casa do pai deste,no concelho de Lousada. Porém, passados três meses, a “noiva” arrependeu-se. e pediu ajuda ao pai, que, contra a tradição, denunciou o caso à GNR da Lixa, que fez a retirada da jovem na casa do “sogro” e levaram-na de volta à família.

Francisco Cardoso, 39 anos, foi assassinado porque ajudou a filha, de apenas 13 anos, a fugir de um “casamento” cigano forçado. O pai do “noivo” sentiu-se insultado e jurou vingança, pediu ajuda ao primo e foram em busca de Francisco. Encontraram-no a 5 de julho de 2019, em Foz Côa, e mataram-no. Agora, o Ministério Público (MP) acusa-os de homicídio qualificado, violação de domicílio e detenção de arma proibida, avança o JN.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação

Deixar um comentário