André Almeida Opinião

Opinião. O Poder das Redes Sociais

Redação
Escrito por Redação

O facto de ter a oportunidade de fazer formação é que em cada nova edição que se realiza há sempre algo novo a transmitir, algo novo a aprender, pois ao falar em tecnologia, a mudança é uma constante e a necessidade de perceber e abordar essas novidades é igualmente premente. É igualmente desafiante também devido às pessoas novas que conhecemos, às experiências de vida partilhadas e tão diversificadas e valiosas que nos fazem concluir, dia após dia no fantástico que é o ser humano. Temos sempre muito a aprender!

Assim e abordando o tema de uma das próximas formações a iniciar brevemente, aproveito para o escrever abordando algumas realidades e potencialidades que estas Redes nos trazem.

Fazendo um resumo dos conteúdos que vou abordar, destaco alguns importantes a ter em atenção:

Em termos de Facebook devemos ter especial atenção à imagem de perfil/página e capa que devem estar nas dimensões adequadas. No caso da imagem de perfil/página esta deve enquadrar e/ou destacar o elemento diferenciador da imagem de marca. Os conteúdos devem ser diversificados (imagem, vídeo, diretos…) bem como originais. O Messenger, integrado com o Facebook é também um complemento poderoso para fazer negócios e relacionar com os nossos contactos/seguidores. A função de Loja e o Market Place também permitem expandir as potencialidades das marcas fazerem negócio, especialmente as pequenas empresas que não dispõem de recursos para construírem de raiz a sua presença digital. Os grupos são também uma forma de chegar a públicos muito segmentados e interativos para determinados temas/áreas.

Em termos de Instagram, deve-se usar imagens de qualidade, sempre no formato quadrado e foco no motivo principal (dá mais destaque no ecrã). Usar as #hashtags mais adequadas ao tema e ao negócio, produto ou serviço ou aquelas que o nosso público mais usa, pois é a ele que queremos chegar. Usar os Directs (Messenger do Instagram) para comunicar mais diretamente com os seguidores. Nas Stories, estas devem ser usadas e abusadas. Cada vez mais o público desta rede social dedica mais tempo neste formato de conteúdo que no mural. O IGTV também deve ser explorado, permitindo publicar conteúdos em vídeo durante mais tempo. As Hastags e a Localização devem ser utilizadas em cada publicação pois assim o alcance da mesma é muito maior. Identifiquem possíveis influenciadores que podem estar interessados no nosso produto.

Em termos de LinkedIn deve-se ter em atenção deve estar na foto de perfil, devendo ser cuidada e de acordo com a função/posição que o utilizador tem ou pretende alcançar profissionalmente, pois vai ser visto e analisado por possíveis recrutadores. Seguir pessoas com interesses comuns assim como responsáveis de recursos humanos de empresas. Devemos partilhar também conteúdos temáticos de interesse e que portam valor tanto para nós como para a rede. A possibilidade de criar artigos no Pulse permite ganhar mais alcance e credibilidade na rede.

Finalizando a abordagem destas redes principais (pois existem outras mas menos representadas no nosso país) destaco o TikTok que é a rede social do momento e aquela que mais utilizadores tem registado em tão curo espaço de tempo. Relativamente nova esta é uma rede social bastante utilizada por um público muito jovem em que consiste na publicação de conteúdos em vídeo originais e criativos. Se o seu público é jovem então equacione registar lá a sua marca e mostrar os seus conteúdos.

Importante disto tudo é a capacidade de percebermos que estas plataformas existem primeiramente para criar relação. Esse é o seu objetivo principal. As empresas devem usá-las com esse objetivo e claro paralelamente publicando também as suas propostas de valor, os seus produtos/serviços.

Espero que este breve artigo possa ajudar na otimização das suas redes, tanto a nível pessoal como profissional!

Veja mais artigos de marketing aqui no Semanário V ou na minha página pessoal! 🙂

 

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação

Deixar um comentário