Amares

Esquemas cartas de condução: Escola em Amares pedia 4 mil euros para “ajudar”

Um aluno terá alegadamente pago, a uma escola de ensino automóvel de Amares e a três examinadores, quatro mil euros para ser ajudado no exame teórico, avança o press.net

“Neste caso, Joaquim Oliveira, João Cancela e João Abreu rejeitaram a prática dos crimes, tendo os seus advogados defendido nas alegações finais que não há provas reais contra eles. O mesmo defende o proprietário da escola amarense JF, que se diz inocente e nega qualquer recebimento do aluno”, cita o press.net.

Alegadamente o “esquema” passava pela indicação das respostas com os dedos. A defesa nega o crime, dizendo que o examinador nem sequer saiu da secretária onde estava sentado, não tendo circulado na sala, nem falado com o aluno. O que – disseram – foi confirmado por várias testemunhas, avança a mesma fonte.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo