Destaque País

Bombeiro agredido depois de reprimir homem que maltratava cão da corporação

(c) DR
Redação
Escrito por Redação

Um bombeiro da Figueira da Foz foi agredido com uma cabeçada no nariz dentro do quartel,  por ter defendido um colega que estava a chamar à atenção um homem que terá maltratado Fagulha, o cão da corporação. O animal ganiu após ter sido agarrado pelo pescoço.

“Estávamos com a nossa mascote quando chegaram dois indivíduos e um começou a meter-se com o cão com más atitudes para o bicho. O meu colega pediu-lhe para ele deixar o animal e houve um desentendimento. O meu colega foi embora e eu fui para dentro. O indivíduo seguiu-me a perguntar onde estava o meu colega e eu não lhe disse. Não deve ter gostado e ficou mais exaltado. Quando fui à janela do posto de rádio, pensando que ele se tinha ido embora, virei-me e estava em cima de mim. Deu-me uma cabeçada”, avança à CMTV o bombeiro agredido.

Partilhe esta notícia!

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação