Curiosidades

Associação de acolhimento precisa de voluntários para “dar colinho a bebés”

Conforme explica na sua publicação, este CAT tem atualmente em sua casa três bebés, com menos de seis meses, “a precisar de muito colinho, estimulação e tempo só para eles”.

Para ser voluntário de colinho só precisa de ter mais de 18 anos; ter disponibilidade duas a três horas por semana, durante o fim de semana ou de segunda a sexta-feira no período da tarde; e finalmente, “ter muitos miminhos para dar”.

Sendo este um trabalho totalmente voluntário, o centro oferece apenas um seguro além, claro, da oportunidade incrível de ajudar bebés da maneira mais recompensadora possível.

O Centro de Acolhimento Temporário Para Crianças em Risco Renascer, em Vale Rosas, diz ser uma resposta social do Centro Comunitário de Torres Vedras, destinado a acolher crianças dos 0 aos 12 anos em situação de perigo.

“São muitas vezes crianças privadas do meio familiar, vítimas de violência, negligência ou maus tratos, provenientes de famílias cuja situação exija apoio transitório que permita a estabilização de vida familiar”, explica-se na sua página.

O CAT Renascer pressupõe o acolhimento temporário até 6 meses podendo, no entanto, prologar-se de acordo com as características de cada criança e a definição do seu projeto de vida, é ainda explicado. No total, o Renascer tem a capacidade para 12 crianças.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo