Ambiente

Esposende dá receita para combater vespa asiática e coloca armadilhas pelo concelho. Saiba mais.

Com o objetivo de reduzir o número de ninhos de vespa velutina nigrithorax, vulgarmente conhecida por vespa asiática, o Município de Esposende está a proceder à colocação de armadilhas em locais do concelho com maior frequência de ocorrência de ninhos, de acordo com identificação dos anos anteriores.

Segundo comunicação do município, “As armadilhas, construídas com materiais reutilizados, serão monitorizadas regularmente, quer para a substituição do isco, quer para contagem do número de exemplares capturados por armadilha. A captura de vespas fundadoras permitirá reduzir o número de ninhos ao longo do ano, minimizando, assim, os impactos negativos que esta espécie tem em todo o ecossistema”.

“Solicita-se às pessoas que não se aproximem das armadilhas, não toquem nem as vandalizem. A par desta ação do Município, a população também poderá elaborar armadilhas e implementar nas suas propriedades, de modo a contribuir para a redução desta espécie exótica invasora”, apela o município.

Receita para as armadilhas:

Iscos recomendados pelo INIAV (Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária):
• Isco comercial (véto-pharma);
• Isco artesanal (vinho branco (60%), cerveja (30%) e groselha (10%);
• Isco artesanal (água de lavagem de cera (60%), cerveja (30%) e mel (10%);
• Iscos proteicos: carne, peixe, bacalhau, fígado de porco, atum e patê de fígado.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo