Destaque

Covid-19. Plano de Contingência Interno da Câmara de Vila Verde

Em cumprimento do Despacho n.º 2836-A/2020, de 2 de Março e de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente a Orientação n.º 6/2020, de 26 de fevereiro de 2020, o Município de Vila Verde elaborou um Plano de Contingência Interno no âmbito da prevenção e controlo do surto infecioso causado pelo novo Coronavírus – COVID-19.

A comunicação do Município de Vila Verde

O Plano visa, no essencial, a proteção da saúde dos colaboradores do Município e de todos os munícipes que utilizam os serviços municipais, assegurando:

– Informação credível e baseada nas orientações técnicas das entidades com competência nestas matérias;
– O cumprimento das normas, diretivas e procedimentos que contribuam para evitar a propagação da doença;
– Assegurar a manutenção dos serviços públicos essenciais prestados pelo Município.
– Define o Grupo de Trabalho enquanto estrutura de decisão, coordenação, divulgação e monitorização do Plano;
– Proceder às necessárias avaliações e propõem os procedimentos e as medidas mais adequadas em função do evoluir da situação e das orientações emanadas das autoridades de saúde.

Assim, o Plano pretende ser um instrumento de trabalho flexível e adaptável às diferentes circunstâncias razão pela qual estabelece 3 fases de operacionalização:

Fase I – Fase de Prevenção/Preparação – fase atual, destinada a tomar as medidas necessárias à contenção da doença através da informação e divulgação de medidas de atuação individual e coletiva que previnam a sua disseminação bem como a criação de condições e reunião de meios que permitam uma atuação adequada caso venha a detetar-se alguma situação de infeção. Nesta fase é determinante a atuação do Grupo de Trabalho em colaboração com todos os responsáveis pelos serviços (Chefes de Divisão e Coordenadores de Unidade) com vista à definição dos serviços/atividades considerados essenciais bem como estipular os recursos humanos imprescindíveis para a manutenção do seu funcionamento, prevendo a constituição de equipas de substituição;

Fase II – Fase de Atuação, onde se estabelece o conjunto de procedimentos a efetuar quando se registar o primeiro caso laboratorialmente declarado de infeção pelo novo Coronavírus;

Fase III – Fase de Desativação, que se iniciará quando já não se verificar o surgimento de novos casos de infeção por COVID-19.

Dada a situação epidemiológica atual, o Município de Vila Verde apela a todos que, sem alarmismo, cumpram as medidas mais elementares de prevenção que passam por medidas de higienização das mãos e da evicção de contactos com a boca e vias respiratórias superiores, maior contenção nos contactos de caráter social e a atuação adequada em caso de manifestação de sintomas compatíveis com a doença ou de contacto próximo com alguém declaradamente doente, garantindo o seu isolamento e o contacto com a linha de Saúde 24, (808 24 24 24) sem prejuízo da comunicação ao superior hierárquico.

O presente Plano constitui, assim, um instrumento fundamental não só para a prevenção e proteção pessoal de todos os trabalhadores municipais, mas também para a salvaguarda de todos os cidadãos que se dirijam aos serviços municipais e contém as orientações essenciais destinadas à concretização das medidas de prevenção e contenção da doença no âmbito da sua atuação. A cada um dos trabalhadores do Município cabe a obrigação cívica de promover não apenas a sua saúde, mas igualmente de contribuir ativamente para a salvaguarda da saúde pública, respeitando as orientações das entidades competentes e cumprindo estritamente o presente Plano bem como todas as instruções que venham a ser emanadas durante a sua vigência.

Pode ler aqui o Plano de Contigência na íntegra.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo