Destaque

Covid-19. PS de Vila Verde quer testes a utentes e funcionários de lares

O PS de Vila Verde em comunicado à redação do V, apresentou alguma das suas propostas com vista ao combate mais eficaz da pandemia do Covid-19 no concelho de Vila Verde.

Pode ler-se no comunicado que “O surto do novo Coronavírus (COVID-19), declarado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como uma pandemia internacional, encontra-se ativo no nosso concelho. Esta situação, bem como o Estado de Emergência (em vigor) produz efeitos reais com impactos muito penalizadores na vida da nossa comunidade, tanto ao nível das condições de saúde, como ao nível socioeconómico, para muitas famílias e empresas do nosso concelho;

Propostas enviadas ao Presidente da Câmara de Vila Verde

O comunicado faz referência que “Já enviamos um conjunto alargado de propostas ao Sr.  Presidente da Câmara, que visam apoiar famílias e empresas nas mais diversas matérias em que a autarquia pode e deve interferir. Essas propostas apresentadas visam atenuar os efeitos desta crise que começam agora a fazer-se sentir na nossa comunidade. Considerando também que é seguramente objetivo de todas as forças políticas representadas nesta Câmara, desenvolver uma ação que contribua para mitigar as consequências desta calamidade junto dos nossos concidadãos, entendemos que devemos apoiar os mais frágeis e sensibilizar a população de que todos são chamados e têm um papel determinante no combate a esta pandemia.

Medidas “pouco significativas” por parte da Câmara de Vila Verde

O Comunicado do Partido Socialista de Vila Verde faz ainda referência a medidas pouco significativas por parte do município. Refere o comunicado que “Considerando ainda que até agora a Câmara Municipal tomou medidas pouco significativas nesta matéria, mas que é nosso dever ser proactivos e não reativos, por outras palavras, prepararmos-nos para o pior e esperar o melhor;

Nesse sentido entendemos que deve ser feito com urgência um rastreio global do coronavírus aos colaboradores das IPSS e à população idosa apoiada pelas mesmas.

Eixos de atuação apresentados

O Partido Socialista refere que “Exortamos o Sr. Presidente da Câmara a tomar as necessárias ações para concretizar com a máxima urgência as seguintes medidas, que dividimos em dois eixos de atuação, “Apoio às IPSS , idosos” e “Sensibilização da população”, que passamos a descrever:

Seguem as propostas apresentadas pelo Partido Socialista em comunicado. Cita:

Eixo 1 – Apoio às IPSS , idosos e profissionais de saúde*

Neste eixo apresentamos medidas de iniciativa municipal e em cooperação/interligação com outras entidades públicas e privadas no combate à doença e à sua propagação.

– Reforço da Capacidade de Ação das IPSS do Concelho 

As nossas IPSS têm vindo a fazer um excecional trabalho de apoio à população, para além de cuidarem dos seus utentes verificam um aumento muito importante na sua ação no apoio domiciliário, situação que se traduz também num aumento significativo de custos operacionais. Nesse sentido entendemos que deve ser feito com urgência um rastreio global do coronavírus aos colaboradores das IPSS e à população idosa apoiada pelas mesmas;

Deve ainda a autarquia assegurar o fornecimento de materiais de proteção individual para os prestadores de cuidados e utentes;

Apoio à atividade dos centros de saúde, dos seus profissionais e dos elementos das equipas envolvidas no socorro e transporte de doentes – incluindo bombeiros, procedendo ao rastreio global destes profissionais de saúde

Eixo 2 – Sensibilização da população 

Todos os emigrantes que por estes dias regressem a Vila Verde estão obrigados a cumprir um período de quarentena obrigatória de 14 dias, a contar do dia da chegada para a contenção do risco de contágio da Covid-19, conforme determinação da Autoridade Regional de Saúde.

A autarquia, em parceria com as Juntas de Freguesia devem ter um papel sensibilizador, mas também fiscalizador e denunciante perante evidentes situações de incumprimento deste período de quarentena.

As juntas de freguesia têm também um papel determinante podendo e devendo sensibilizar os familiares de doentes infetados com COVID-19 para que fiquem em casa cumprindo a quarentena a que também eles estão obrigados.

Todos os casos de incumprimento devem ser reportados às autoridades (GNR) pois só assim se salvaguarda a saúde pública de toda a comunidade.

A autarquia deve também ser mais ambiciosa na divulgação das medidas implementadas localmente, envolvendo juntas de freguesia como forma de fazer chegar a mensagem aqueles que vivem mais isolados.

Conclui o comunicado que “Nunca como agora todos somos chamados ao combate a esta pandemia. Autarquia, juntas de freguesia, profissionais de saúde, IPSS estão na linha da frente, mas sem a colaboração de todos os Vilaverdenses esta luta é inglória e os resultados serão devastadores. Este será um momento de união, mas também de consciencialização e responsabilidade”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo