Destaque

Confederação de Instituições de Solidariedade Social pede “testes urgentes” em lares

Em declarações à agência Lusa no dia em que o Governo inicia uma operação de testes de despiste da covid-19 em todos os lares de idosos nos concelhos de Lisboa, Aveiro, Évora e Guarda, o presidente da CNIS, padre Lino Maia sublinhou que “esta foi a decisão mais acertada”.

“Não vou dizer que peca por tardia, mas nós precisamos de facto que sejam feitos testes por todos os lares rapidamente e em força e ao mesmo tempo precisamos de ter espaços para podermos separar idosos que estejam já infetados dos que não estão infetados”, disse.

De acordo com o padre Lino Maia, tem estado a ser feito alguma coisa, mas ainda não chega. “Tem de ser feito com o apoio da comunidade. Os lares das IPSS [Instituições Particulares de Solidariedade Social] já estão todos com a capacidade esgotada. Precisamos de espaços alternativos”, disse.

O presidente da CNIS lembrou que são 843 IPSS em todo o país, que também têm apoio domiciliário e centro de dia. “Estamos a falar de uma população das IPSS de 60 a 70 mil. Com apoio domiciliário e centros de dia estaremos a falar de cerca de 150 mil pessoas”, disse.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo