Vila Verde

Covid-19. INL fabrica viseiras de proteção para doar a instituições de Portugal e Espanha

O INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, sediado em Braga, está a utilizar os seus equipamentos de corte a laser para produzir viseiras de proteção, que estão agora ser oferecidas a várias instituições públicas e sociais de Portugal e de Espanha.

Já esta semana, está a ser distribuído um primeiro lote de 1200 unidades para: Hospital de Braga, Hospital de Guimarães, Azylo de São José (Braga), Bombeiros Voluntários de Braga, Projeto Homem – Braga, Comando Territorial do Porto da Guarda Nacional Republicana, Hospital de Vigo (Vigo, Espanha) e Lar das Esclavas de La Virgen Dolorosa (Pontevedra, Espanha).

O desenho da máscara, em policarbonato, resulta “da última de três adaptações feitas pelo INL para ser simples de fabricar, montar, e desinfetar, tendo também sido feito um vídeo legendado em Português, Espanhol e Inglês, com as instruções de montagem das viseiras, que são entregues desmontadas e já desinfetadas”, diz o INL em comunicado enviado à redação do Semanário V.

Nas próximas semanas, o INL vai manter a produção de viseiras, a uma média de 500 unidades por dia, para doar a instituições com maiores necessidades de proteção pessoal contra o novo coronavírus.

Adianta ainda o INL que por ser “um laboratório criado por iniciativa de Portugal e de Espanha, estão a ser consideradas instituições de ambos os países como destinatárias das viseiras de proteção, com uma atenção particular ao concelho de Braga – onde o INL tem a sua sede – e também por ser aquele que apresenta o sexto maior número absoluto de pessoas infetadas com a COVID-19 em Portugal (dados de 13 de Abril).”

 

INL está a proceder à validação de testes para a deteção da infeção pelo novo coronavírus em cerca de 30 minutos

Para além desta ação, o INL está a proceder à validação de testes para a deteção da infeção pelo novo coronavírus em cerca de 30 minutos com recurso a uma gota de sangue, em colaboração com a Escola de Medicina da Universidade do Minho, tendo também submetido um projeto internacional de investigação para o desenvolvimento de um kit de diagnóstico rápido da doença em resposta ao apelo lançado pela União Europeia.

“O INL, enquanto laboratório de investigação cujo principal objectivo é utilizar a nanotecnologia e a nanociência para dar resposta aos principais desafios da sociedade, está ativamente empenhado em fazê-lo também para a Covid-19”, rematam em comunicado.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo