Destaque

Guimarães. Homem “fura” confinamento obrigatório e põe em risco saúde pública

A PSP dá conta em comunicado que: Ontem, pelas 17h15, esta Polícia no âmbito das suas competências que lhe estão atribuídas durante o período de vigência do estado de emergência, verificaram que um cidadão com  33 anos de idade, que se encontrava na Rua Associação Artística Vimarenese, na cidade de Guimarães, constava na lista emanada da Direcção Geral de Saúde, na qual lhe havia sido determinado o confinamento obrigatório no seu domicílio.

Em face ao exposto, esta Polícia informou-o que se encontrava a desobedecer à ordem legítima relativa ao confinamento obrigatório, constante do artigo 3.º do Decreto n.º 2B/2020, de 2 de abril, e que por se encontrar propositadamente na prática de tal comportamento e sabendo que tal conduta incorreria no crime de desobediência, foi o mesmo detido e deslocado-se para o seu domicílio.

Pelas 17h30, elementos policiais que se encontravam a exercer as suas funções, na Rua José Ribeiro de Freitas, na cidade de Guimarães, abordaram um indivíduo, com 50 anos de idade, que circulava na referida artéria, e que lhe havia sido determinado pela Direção Geral de Saúde o confinamento obrigatório na sua residência. Quando questionado sobre a sua permanência na via pública, referiu que se tinha deslocado à habitação do seu filho.

Pelo exposto, foi o mesmo informado pelos elementos policiais que se encontrava a desobedecer à obrigatoriedade de confinamento obrigatório, pelo que foi o mesmo detido e deslocado-se voluntariamento para o seu domicílio, sendo advertido que não poderia ausentar-se do mesmo, só aquando da autorização da Delegada de Saúde.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo