Destaque

Ventura pede a Ferro Rodrigues que cancele sessão solene do 25 de abril no parlamento

Avança a Lusa que André Ventura escreve através de carta enviada a Ferro Rodrigues: “Apelo a V. Excelência que, em articulação com o Sr. Presidente da República, cancele as comemorações solenes do 25 de Abril. É toda a instituição parlamentar que, aos olhos dos portugueses, está em causa”, pede o deputado.
Ventura admite que tal decisão poderá parecer “um recuo” e talvez até provoque em Ferro Rodrigues “um certo sofrimento ideológico”.

“Mas no final, tomar a decisão certa, será um enorme avanço em nome da nossa democracia e daqueles que lutaram para a alcançar”, considera.

Na missiva, o deputado do Chega salienta que foi a Assembleia da República que aprovou os três períodos de estado de emergência com “um conjunto de restrições particularmente gravosas e incómodas” à vida quotidiana dos portugueses.

“Como podemos agora juntar-nos para uma celebração enquanto os portugueses, na sua esmagadora maioria, continuam confinados nas suas casas?”, questiona.

André Ventura classifica o 25 de Abril como uma data de “reforçada e vital importância” para a democracia, mas que, defende, “não é mais relevante do que a saúde dos portugueses ou a sua confiança no sistema político”. E uma celebração deste género, nestas circunstâncias, pode abalar ambos os vetores de forma irreparável”, avisa, considerando que manter a comemoração em tempo de emergência “significa criar um fosso intransponível entre eleitos e eleitores”.

O deputado único do Chega reconhece que já teve diferendos públicos com o presidente da Assembleia da República enquanto “adversários políticos”, mas considera que ambos estão do mesmo lado nesta matéria: “Interessa-nos salvar a credibilidade dos políticos, do sistema político e da instituição parlamentar”.

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo