Destaque

Paulo Marques (CDS) sugere que Vilela use os “8 milhões escondidos” para ajudar os vila-verdenses

Paulo Marques, líder da concelhia do CDS em Vila Verde, pede a António Vilela (PSD), edil, que ajude as famílias vila-verdenses ao abdicar dos 5% do IRS que o município recebe dos seus cidadãos.

Diz o líder centrista que “o momento é de dificuldade e preocupação extrema para as famílias. Trabalho precário, layoff, desemprego, incerteza quanto ao futuro, filhos em casa, contas, etc. O Município de Vila Verde tem de aplicar medidas de carácter económico e social, inseridas no plano de reação municipal à pandemia provocada pela Covid-19. Tem de diminuir os impacto negativo desta crise nas famílias.”

Para isso, Paulo Marques lança o repto a António Vilela e Júlia Fernandes (vereadora pelo PSD):  “como já outros fizeram, que tal abdicar dos 5% do IRS que o município recebe dos seus cidadãos em prol das pessoas e das famílias. Que tal uma pequena ajuda, Dr. António Vilela? Dra. Júlia Fernandes?”

Paulo Marques fala de “8 milhões ‘escondidos’ na rubrica ‘outros’ no orçamento da Câmara”

Paulo Marques sugere mesmo que se faça uso dos “3,2 milhões de euros para festas” e dos  “incompreensivelmente, 8 milhões ‘escondidos’ na rubrica ‘outros’ no orçamento da Câmara, isto é, ninguém sabe para onde vão.”

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo