Cultura

Vila Verde. Grupo Raízes celebra 40 anos de música tradicional

O Grupo “Raízes” surgiu em Vila Verde, no dia 25 de Abril de 1980, com o propósito de participar nas comemorações desta histórica data, comemorando assim 40 anos este ano de 2020.

A composição de temas próprios, a utilização de novas sonoridades, tanto em termos instrumentais como das próprias músicas, a diversificação de instrumentos, o rigor na execução e a enorme vontade do grupo em respeitar as suas tradições e costumes, mas simultaneamente acompanhando a evolução dos tempos, são os objectivos que presidem e estão sempre presentes nas coordenados deste Grupo.

Nestes 40 anos o “Raízes” editou trabalhos discográficos como: “Raízes”, “Diabo do Belho”, “Caminho d’Água”, e “Sexta-Feira 13”.

 

(c) Raízes

 

Xico Malheiro continua a caminhada do Raízes

Passados 40 anos, Xico Malheiro, na banda desde 1980, relança a herança desta banda com um novo disco sobre o Minho – com o título provisório “40 anos a cantar raízes”,tal como fez destaque o V, a editar em breve devido à pandemia Covid-19 que atrasou o seu lançamento.

Xico Malheiro, nasceu em Maio de 1961 em Vila Verde, Braga. Multi-instrumentista, que por influencia do seu pai, começou a tocar cavaquinho por volta dos 4 anos de idade. Com pouco mais de 6 anos tinha, quando pela mão do seu progenitor foi levado a um ensaio do Rancho Infantil, onde ficou e de onde saltou para o Folclore sénior, da terra que o viu nascer. Em Setembro de 1980 foi convidado a integrar a formação do Grupo de Música Tradicional Portuguesa “Raízes”, onde permanece até hoje.

Ao Semanário V Xico Malheiro disse que “é proprietário da patente do grupo Raízes e pretende dar continuidade ao ensinamento e à vertente popular do grupo com o lançamento de um disco a solo”.

(c) Raízes

Pode conhecer aqui todo o trabalho do Raízes.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo