Braga

MP acusa líder dos “casuals” do Benfica de incentivar ataque à claque do Vitória

O Ministério Público (MP)  deduziu acusação contra um arguido imputando-lhe a prática de um crime de resistência e coacção a funcionário.

Considera o Ministério Público indiciado que no dia 17 de janeiro de 2017, pelas 17h00, no cruzamento da Avenida Conde de Margaride com a Avenida de Londres, em Guimarães, e no contexto da realização do jogo entre o Vitória Sport Club e Sport Lisboa e Benfica, a contar para a 16.ª jornada da Liga NOS, o arguido deslocava-se apeado e integrado num grupo com cerca de 200 adeptos denominados “No Name Boys”, pertencentes a um grupo designado por “Casuals“, onde exerce funções de liderança.

Diz o MP que nestas circunstâncias, pretendendo confrontar fisicamente adeptos da claque “White Angels” do Vitória Sport Club, desobedeceu às instruções policiais e incentivou os membros do grupo que integrava a que forçassem a barreira policial, o que veio efectivamente a suceder, com alguns dos elementos do grupo, movidos pelas palavras do arguido, a empurrarem violentamente os elementos policiais.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo