Destaque

“Faial a bombar. Ultravioletas dos raios solares devem matar o bicho”, diz vereador

Patrício Araújo, vereador (PSD) do Ambiente na Câmara Municipal de Vila Verde, utilizou a rede social Facebook para ilustrar o dia de ontem a Praia Fluvial do Faial, na Vila de Prado.

Confrontando por uma enfermeira do Hospital de Braga se “o bicho se está a disseminar”, Patrício Araújo ironiza dizendo que “por aqui… os ultravioletas dos raios solares devem matar o ‘bicho’ Hi! Hi! Hi! Hi! Hi! Hi!”

As regras para as idas à praia em tempo de Covid-19

Distância mínima entre pessoas e toldos, limitações nas atividades desportivas e até uma aplicação que dará informações sobre a ocupação de cada praia farão parte da nova realidade. Não haverá fiscalizações mas em caso de acumulações excessivas de pessoas as praias podem ser interditadas.

Nas praias fluviais do interior do país, será mais difícil fazer cumprir as regras de distanciamento porque a maior parte das praias não são vigiadas.

Utilização do areal

  • Distancia mínima de 1,5 metros entre pessoas (exceto se forem do mesmo grupo);
  • O estado de ocupação das praias será feito através de semáforos: verde para ocupação baixa (1/3), amarelo para ocupação elevada (2/3) e vermelho para ocupação plena (3/3);
  • O estado de ocupação das praias poderá ainda ser consultado, em tempo real, através de uma aplicação para o telemóvel (Info Praia) ou no site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA);
  • Podem ser definidos corredores de circulação, paralelos e perpendiculares à linha de costa.

Toldos, colmos e barracas de praia

  • Distância mínima de três metros entre chapéus de sol, toldos ou colmos;
  • Distância de 1,5 metros entre barracas;
  • Cada pessoa ou grupo só pode alugar toldos, colmos ou barracas de praia de manhã (até às 13h30) ou de tarde (a partir das 14h);
  • Cada toldo, colmo ou barraca só pode ter, no máximo, cinco pessoas.

Bares, restaurantes e esplanadas

  • Bares, restaurantes e esplanadas também terão lotação máxima, assim como os restaurantes;
  • As esplanadas poderão ter de ser adaptadas de forma a garantir a distância de segurança;
  • Os espaços devem ser regularmente higienizados, no mínimo quatro vezes por dia.

Vendas ambulantes

  • Os vendedores ambulantes de bolas de berlim, gelados, etc., passam a ser obrigados a usar máscara e viseira;
  • Os percursos que os vendedores fazem devem ser feitos com distanciamento físico das pessoas e, de preferência, pelos corredores de circulação.

Atividades, desportos e equipamentos

  • Ficam proibidas as atividades desportivas com duas ou mais pessoas, exceto as atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares;
  • Fica proibido o uso de gaivotas, escorregas ou chuveiros interiores;
  • Chuveiros exteriores, espreguiçadelas, colchões ou cinzeiros devem ser higienizados diariamente ou sempre que mudem de mãos.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo