André Almeida

Opinião. Como o Marketing pode ajudar a recuperar a Crise do Coronavírus

Espero que o leitor se encontre bem!

Já falamos em edições passadas aqui no Semanário V sobre o que é o Marketing, como pode ser utilizado para ajudar as marcas a obterem mais sucesso nos seus negócios. Também já abordamos como o Digital tem um papel fundamental nessa missão e como as empresas o devem aproveitar para conseguir ainda mais e melhores resultados.

Atendendo à atualidade, quer social quer económica, pensei ser pertinente abordar algumas dicas para as pequenas empresas recuperarem mais depressa desta “nova” crise provocada por Covid-19.

O período de quarentena decretado nos meses de março e abril permitiram “controlar” a propagação do vírus no nosso país, no entanto teve (e ainda está a ter) um grande impacto na saúde financeira das pessoas e das empresas, especialmente as micro e pequenas empresas, que são só a maior parte do tecido empresarial em Portugal.

Os segmentos de comércio e serviços que tiveram que fechar as suas portas, foram dos sectores mais afetados.

Passado o período de quarentena e começando gradualmente a abrir-se a economia é urgente voltar à nova “normalidade” tentando recuperar o tempo e o dinheiro perdido. O Marketing aqui pode ajudar!

De seguida serão apresentadas algumas dicas básicas que podem ajudar os negócios a manterem a sua atividade e a transmitirem segurança e confiança aos seus clientes e potenciais clientes.

1). Não interromper campanhas de marketing digital – Caso o seu negócio já desenvolva promoção online não deixe de a fazer. Agora é o momento certo para comunicar e atingir o seu público-alvo. As pessoas “obrigatoriamente” estão mais online, estão mais predispostas a comprar online no conforto das suas casas. Por isso mesmo deve continuar a apresentar os seus produtos/serviços e a manter uma relação com eles.

2). Aproveitar os preços mais baixos – Um estudo elaborado pela Social Bakers mostra uma queda significativa no valor do Custo por Clique (CPC) e Custo por Mil Impressões (CPM) – duas das principais métricas para cobrança dos anúncios em campanhas digitais – em todas as regiões e setores do mundo, desde o início do período de quarentena até agora. Como muitas marcas reduziram o investimento em campanhas, e como as campanhas funcionam tipo “leilão” então há menos concorrência para determinadas palavras-chave e setores de negócio. Deve aproveitar para alcançar mais pessoas.

3). Aproveitar as ferramentas gratuitas – Já as enumeramos aqui em edições anteriores do Semanário V no entanto voltamos a destacá-las, visto a sua grande importância e pertinência. O Google disponibiliza o Google My Business (Google Meu Negócio) – uma plataforma gratuita que possibilita a gestão da presença online das empresas no Google, inclusive na Pesquisa e no Maps. Se esritir momento oportuno para a sua marca aparecer neste canal é agora. Atualize todas as informações essenciais como localização, horários, produtos/serviços, fotografias dos espaços, gerir comentário, etc. Quanto mais atualizado estiver esse perfil mais relevância terá no motor de busca.

4). Procurar projetos de apoio – Obviamente que uma “crise” como esta é impossível de ser recuperada sem acesso a apoios e os estados membros têm definido políticas de apoio às empresas. Em Portugal o Governo desenvolveu já alguns programas de apoio às micro, pequenas e médias empresas, com pacotes de apoio de 50 milhões de euros para cada categoria empresarial o qual alguns já esgotaram a dotação disponível. Esteja atento às páginas dedicadas para o efeito como esta: https://covid19estamoson.gov.pt/ pois estão planeados abrir novos programas de apoio.

5). Estar pronto para receber o cliente – Não menos importante mas essencial é estar preparado a retomar a aticidade e transmitir confiança e segurança ao seu cliente ao dirigir-se ao seu estabelecimento. Desde a delimitação de zonas até à capacidade lotação máxima, passando pela adoção de novas práticas e controlo de pessoas, por exemplo com videovigilância ou medição de temperatura corporal, todas esses medidas tornam-se essenciais para mostrar ao mercado que está preparado a oferecer o melhor.

Espero que estes pequenos tópicos tenham sido claros para o leitor de forma a poder reagir e voltar à sua atividade o mais rápido possível. J

Veja mais artigos de marketing aqui no Semanário V ou no meu website em www.andretiagoalmeida.pt

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo