País

Ordem dos Médicos responde a António Costa: “Futebol não é prémio para a saúde”

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, não aceitou de bom grado as palavras do primeiro-ministro, António Costa que disse que “a decisão de realizar a fase final da Liga dos Campeões em Lisboa era um prémio ao desempenho dos profissionais de saúde em Portugal na luta pelo combate à pandemia”.

O bastonário da Ordem dos Médicos mostrou o seu desagrado, dizendo que “o futebol não é um prémio para os profissionais de saúde e muito menos um prémio para os médicos. Há que distinguir o futebol da saúde”, disse, reconhecendo que os políticos “hipervalorizam o futebol” pela “grande paixão” que movimenta, avança o Jornal de Noticias. 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo