Braga

Braga. Gualtar reabre o serviço Componente de Apoio à Família (CAF) a 29 de junho

Esta medida visa permitir a reposição de alguma normalidade às famílias das crianças que frequentam a EB1 até ao 4º ano de escolaridade.
É importante realçar que, esta reabertura é destinada apenas às crianças que não têm qualquer outra alternativa.
De modo a prever o número de crianças e tendo em conta as medidas de higienização e segurança só podem frequentar o serviço de CAF as crianças inscritas no mesmo.
O regresso à escola tem de ser considerado, sempre, um risco acrescido para as crianças, para as suas famílias, para os seus Educadores e para os Funcionários ao serviço do estabelecimento.
A decisão dos EE entregarem a criança no JI deverá ser sempre muito reflectida e encarada de forma muito responsável.
“Deve ser claro, para todos, que a pandemia está longe de ter terminado, e que, a partir do momento em que as crianças iniciam a frequência da CAF, aumenta substancialmente o risco de contaminação para todos (incluindo os próprios pais da crianças e restantes familiares em casa)”, anuncia a autarquia de Gualtar.
Deve ainda ser vincada a ideia de que a abertura destes estabelecimentos tem apenas por objectivo resolver as situações para as quais não existe mesmo alternativa.
“Informa-se ainda que, seguindo as indicações das autoridades de saúde públicas, as crianças durante a permanência nas instalações irão estar preferencialmente em afastamento social, em grupos muito reduzidos, de modo a limitar-se ao máximo risco de contágio”, apela a autarquia no comunicado.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo