Amares

Amares. Município e Confraria querem valorizar Santuário de Nossa da Abadia

(c) Amares

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, e o presidente da Confraria de Nossa Senhora da Abadia, Carlos Portela, assinaram um protocolo de colaboração para apresentação de uma candidatura com o intuito de valorizar todo o património material e imaterial que abrange o Santuário de Nossa Senhora da Abadia.

Promover atividades culturais inseridas na política de desenvolvimento integrado da Estratégia de Desenvolvimento Local prevista para o território do Cávado e o contacto com o turismo local ao nível do alojamento, da gastronomia, do vinho verde e dos produtos locais e, simultaneamente, contribuir para a preservação, conservação e promoção do património cultural material como elemento dinamizador da cultura local e como ponto de relevante interesse para melhorar a auto estima da população residente são alguns dos objetivos centrais desta candidatura. Para além disso, está subjacente, entre outras, a promoção das aldeias tradicionais do Cávado, como todos os elementos diferenciadores e integradores de ações promocionais dos territórios rurais com história e o incentivo aos mais jovens a valorizar o seu património cultural, como elemento que pode potenciar recursos para melhorar a qualidade de vida dos residente e criar auto estima como motivo para fixarem população nas aldeias com acentuado taxa de despovoamento.

Para o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, “o projeto de requalificação do interior do Santuário de Nossa Senhora da Abadia, constitui uma intervenção de interesse para o concelho de Amares”. “Por se inserir na Rota Mariana, na Rota da Aldeia da Saudade do Urjal, e apresentando-se como um projeto que permitirá a valorização dos Caminhos da Abadia e de S. Bento da Porta Aberta, esta intervenção contribuirá para a promoção dos produtos locais, do património cultural, da gastronomia, da transmissão cultural e na valorização e melhoria de um equipamento de grande valor simbólico para a população do concelho, da região, do país e dos emigrantes que se fixaram nos diversos continentes”, acrescenta.

A candidatura, fruto de uma parceria entre a Confraria de Nossa Senhora da Abadia, a Câmara Municipal de Amares, a Arquidiocese de Braga, a Junta Freguesia de Bouro Santa Marta e a ATAHCA, vai ser apresentada para a execução da operação designada por “Renovação de Aldeias – Valorização do Património com História – Santuário de Nossa da Abadia”, a realizar no âmbito da Medida 10 – LEADER, sub ação 10.2.1.4 – Renovação de Aldeias, inserida na área do «Desenvolvimento Local» do PDR2020.

De acordo com o respetivo protocolo a Confraria de Nossa Senhora da Abadia será a entidade gestora da parceria e responsável pela gestão administrativa e executiva da parceria. abrange várias áreas, tais como Cozinha, Casa, Escritório, Têxtil, Bebé, Brinquedos, Ferramentas, Automóvel e Jardim, entre outras.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo