Braga

Braga Ciclável espera ciclovia na cidade “prometida em 2017” concretizada

(c) Braga Ciclável
Partilhe esta notícia!

Nas suas redes sociais a Braga Ciclável afirma que: Um dos responsáveis, Mário Meireles, veio a público pedir a implementação de plano que prevê a criação, na cidade de Braga, de uma rede ciclável de mais de 20 quilómetros de ciclovias seguras.
São cada vez mais as pessoas a recorrerem à bicicleta para a utilizarem como modo de transporte.
Preocupados com a falta de segurança nas principais avenidas da cidade, para onde há um projeto de execução aprovado para implementação e com dotação financeira em reunião da autarquia desde dezembro de 2017, a associação não quer que se limitem a dizer que «vão experimentar», pedindo «a sua rápida implementação para reduzir o risco de feridos e mortos provocados por colisões automóveis e fomentar ainda mais o recurso à bicicleta para deslocações na cidade».
«É preciso criar uma rede ciclável segura. Uma reorganização do espaço público. A Câmara tem tudo para avançar, não se percebe porque não o faz, pois os projeto de execução estão aprovados desde 2017 e há dinheiro. Apenas falta implementar. Só assim se conseguirá um boom na utilização da bicicleta no dia a dia», frisa Mário Meireles.
Ora, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, a propósito deste assunto, assume que a avenida da Liberdade e a variante do Fojo podem passar a ter uma ciclovia, revelando ainda que algumas artérias secundárias da cidade vão ter zonas de coexistência.
No entanto, e quanto à rede ciclável, Ricardo Rio diz que não alinha em «soluções imediatistas».
O autarca frisa a promoção dos modos suaves e bicicletas «não pode ser dissociada de outras intervenções»

Comentários

topo