Mundo

Funcionária suspensa por alertar diretores sem máscara em bar de hospital espanhol

(c) Globo

Uma trabalhadora de limpeza no Hospital de Santa Cruz de Úbeda, em Espanha foi suspensa por dez dias sem salário. Tudo porque garantiu o cumprimento das medidas de proteção contra o novo coronavírus, denuncia a Confederação Geral do Trabalho, avança a TVI 24.
A funcionária, pertencente à empresa Cecle, chamou à atenção quatro trabalhadores do hospital por não usarem máscara respiratória dentro do hospital. O centro de saúde considera que a funcionária cometeu “uma ofensa grave”, algo que a confederação considera uma “verdadeira violação” dos direitos da trabalhadora “que nem sequer foi chamado para ouvir a sua versão dos factos antes da imposição da sanção”, avança a TVI24.

Todos temos a obrigação de cumprir as regras, dar o exemplo e impedir que a pandemia se espalhe”, lembrou a Confederação Geral do Trabalho, enfatizando que” colocar a máscara é um dever no centro de um hospital, de acordo com as normas vigentes”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo