Vila Verde

Eurodeputado em defesa de sua mulher ataca José Morais: “incendiário e terrorista político”

José Morais, vereador socialista na Câmara de Vila Verde disse, esta sexta-feira, ser contra o programa da TVI Somos Portugal, que vai ser transmitido este domingo a partir de Vila Verde. Num vídeo publicado pelo vereador, este diz estar “contra por dois motivos. Em primeiro lugar, porque ainda vivemos uma frágil situação sanitária, que pode explodir a qualquer momento. Em segundo lugar, porque ao promoverem-se atividades públicas, em que é difícil controlar o número de presentes, se dá um sinal errado à sociedade.”

Paulo Marques, líder do CDS-PP de Vila Verde, aponta a Júlia Fernandes, vereadora da cultura, responsabilidades na contratação do evento. O centrista disse mesmo que fará “chegar à GNR e delegado de saúde um alerta e preocupação com esta situação, bem como” e que responsabiliza Júlia Fernandes “pessoalmente pelo que possa acontecer a nível de saúde pública em Vila Verde a partir de segunda-feira.”

José Manuel Fernandes “atira-se” a José Morais

José Manuel Fernandes, eurodeputado (PSD) e marido de Júlia Fernandes, utilizou a rede social Facebook para defender a opção da esposa na contratação do serviço à TVI e para atacar José Morais por este ser contra a vinda do programa Somos Portugal a Vila Verde, sem contudo mencionar o seu nome: “Convinha informar o incendiário, manipulador de vídeos, e terrorista político que não vai haver palco, e portanto não há perigo de contaminações.”

Por sua vez, Júlia Fernandes apelida José Morais de “boateiro”. “O boateiro do costume aproveita todas as oportunidades para tentar denegrir Vila Verde e os vila-verdenses”, escreveu a vereador no Facebook.

O “palco” é outro e esse sim, está montado há muito

O “palco” esse será outro, visto que Júlia Fernandes é muitas vezes apelidada de “Julinha das festas”, e acusada por muitos de ser uma forma de auto-promoção a caminho de uma candidatura à presidência da Câmara Municipal de Vila Verde, cargo que José Manuel Fernandes já ocupou.

A esmagadora maioria das pessoas que desde ontem têm comentado afincadamente nas redes sociais as notícias vindas a público relativamente ao programa Somos Portugal, estão contra esta opção do executivo social-democrata.

Nenhum dos intervenientes nesta matéria informou ainda a população qual o custo imputado ao Município para trazer este evento às ruas do concelho.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo