Vila Verde

Músicos vila-verdenses impedidos de cantar no carro da TVI

Partilhe esta notícia!

O carro do programa Somos Portugal promovido pela TVI. esteve a percorrer as ruas do concelho de Vila Verde com a apresentação de Rita Pereira e com vários artistas, vindos de Lisboa, a pisar o “palco móvel”.

Vila Verde recebeu este programa, agora em novo formato, promovido pelo Município de Vila Verde. Na sexta-feira passada, António Vilela, edil, anunciava que “num novo formato, o programa Somos Portugal da TVI regressa a Vila Verde no próximo domingo. Serão seis horas de emissão a divulgar o melhor de Vila Verde. Em Lisboa estarão os nossos promotores, enquanto de Vila Verde a emissão será conduzida pela atriz e apresentadora Rita Pereira.”

Foi com entusiasmo que Manuel Sameiro partilhou e confirmou nas redes sociais a presença da sua banda – Sameiro & Sua Banda – nesta emissão em direto da estação de Queluz: “os cantadores Manuel Sameiro, Pedro Malheiro, Irene de Gaia e Catarina Campos acompanhados por José Luís Soares e Manuel Ferreira estarão em Vila Verde para umas Cantigas ao Desafio de improviso em direto para o Somos Portugal da TVI”, pode ler-se.

“Não sou responsável por esta pouca vergonha”

Durante esta tarde, através da sua conta de Facebook, foi com desânimo que Manuel Sameiro informou que “por motivos que sou alheio, não vamos cantar, assim vai esta TVI, para mim é normal, peço desculpa a toda a gente , mas não sou responsável por esta pouca vergonha.”

Através de um direto feito pela mesma conta de facebook há instantes, Manuel Sameiro começava por dizer que “encontro-me nos Paços do Concelho. Fui convidado para vir cantar à TVI (…) Vim cantar umas desgarradas com Pedro Mallheiro, Catarina Campos, Irene Gaia acompanhados pelo Zézinho da Concertina e pelo Manuel da viola. Estávamos aqui à espera para receber a notícia que não cantávamos!”

“Não sou nenhum palhaço!”

Manuel Sameiro mostra-se desiludido. “Digo-vos do fundo do coração. Estou triste. Estou aborrecido porque não sou nenhum palhaço. Sou um homem que já servi politicamente uma freguesia, sou um amigo, tenho família, tinha amigos à espera que eu aparecesse na televisão.”

Desabafa ainda que “sem saber de mais nada, disseram simplesmente que não cantávamos. Estou aqui quase o dia todo à espera para cantar cincou ou seis minutos e não deram isso a um homem do nosso concelho! Um homem de Vila Verde. Um homem que ama Vila Verde. Estou totalmente destruído porque eu não merecia uma coisa destas. Não pedi nada a ninguém para vir cantar.”

“Isto não volta a acontecer porque, volto a repetir, não sou nenhum palhaço”, remata.

Comentários

topo