País

Covid-19. Crianças infetadas em infantário das Caldas da Rainha sobe para seis

(c) RecordEuropa

O número de crianças infetadas num infantário das Caldas da Rainha aumentou para seis, disse hoje à agência Lusa o presidente da câmara. “Dos resultados conhecidos hoje, houve um teste que deu positivo para uma criança que frequentava o infantário e que totaliza assim seis crianças infetadas”, disse à Lusa o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Tinta Ferreira.
No âmbito do surto com origem num infantário há ainda mais sete pessoas infetadas (duas educadoras e um motorista) e quatro familiares das crianças, de acordo com o autarca.
Além deste surto há um outro detetado no lar do Montepio Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, com um total de 26 pessoas infetadas (23 utentes e três funcionários).
O lar do Montepio Rainha D. Leonor acolhe 59 idosos e emprega 50 pessoas. Todos, utentes e funcionários, foram testados em 26 de junho e grande parte testados no dia 03 pela segunda vez, dado haver “pessoas que deram negativo no primeiro teste e passados uns dias deram positivo”, afirmou Fernando Tinta Ferreira.

Já no caso do infantário, “há uns dias uma criança apareceu com sintomas, fez o teste e foi detetado covid”, o que levou também a realização de testes a todas as crianças e funcionários. Entre segunda-feira e hoje foram conhecidos os resultados de cerca de 30 dos 40 testes realizados, todos com resultados negativos, à exceção de uma criança. “Para já, não há ninguém hospitalizado”, disse o autarca, que aguarda ainda o resultado de cerca de uma dezena de testes. A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.629 pessoas das 44.416 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo