Mundo

Imprensa Brasileira processa Bolsonaro por tirar máscara em frente aos jornalistas

(c) Frame TV Brasil

No dia 06 de julho, Jair Bolsonaro foi submetido ateste com intuito de verificar se estava infectado com a doença COVID-19, tendo em vista que, segundo foi  publicado, estava apresentando alguns dos sintomas de estar contaminado com o vírus causador da doença.

O exame, realizado no mesmo dia pelo Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, apresentou resultado positivo para a doença. Com o intuito de divulgar esse facto o Presidente do Brasil convocou uma conferência de imprensa com jornalistas.

Escreve a Associação Brasoleira de Imprensa ABI “Ao iniciar a sua fala com os profissionais da imprensa, o noticiado estava portando adequadamente a máscara de proteção, com isso observando o comando contido no Decreto nº 40.648 do Governo do Distrito Federal, de 23 de abril do corrente ano, o qual impõe o uso de máscaras. Contudo, em determinado momento, na qual estavam presentes inúmeras pessoas, o noticiado retirou a máscara que portava e prosseguiu com o seu discurso, mesmo estando ciente de que apresenta quadro infeccioso para a COVID-19, doença que pode ser transmitida mediante a dispersão de pequenas gotículas de saliva, as quais são produzidas durante a fala de alguém.
Com estes fastos a ABI vai avançar com processo crime contra o presidente do Brasil.

Também o deputado federal Marcelo Freixo adiantou no Twitter que vai apresentar uma queixa para que o presidente brasileiro “responda por crimes contra a saúde pública”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo