Barcelos

Barcelos. Descargas ilegais no rio Cávado revoltam população e PAN questiona Município

(c) PAN

o seguimento de várias denúncias recebidas por parte de cidadãos, a Comissão Política Distrital do PAN Braga questionou a autarquia de Barcelos sobre várias descargas de águas residuais no Rio Cávado. Segundo a informação recebida as descargas serão provenientes da ETAR de Vila Fresquinha, contudo acresce que uma série de outras denúncias expõem uma outra descarga ilegal efetuada, alegadamente, por indústrias privadas. No seguimento destas denúncias, a Comissão Política Distrital do PAN Braga deu seguimento a uma queixa junto das autoridades competentes e questionou a Câmara Municipal de Barcelos sobre as medidas que pretende adotar para identificar os infratores e para prevenir estas descargas. Paralelamente a Comissão Política Distrital do PAN, em visita ao concelho, tomou conhecimento de que a ETAR de Areias de Vilar, apresenta uma capacidade insuficiente de tratamento do volume de águas residuais, o que foi possível confirmar com uma visita ao local de descarga.
Relativamente a esta situação, a distrital do PAN Braga solicitou igualmente esclarecimentos à autarquia sobre o funcionamento da atual ETAR de Areias de Vilar e sobre a data prevista para entrada em funcionamento da nova ETAR, construída em 2009, com um custo de 10 milhões de euros.

“Não esqueçamos que existem várias praias fluviais ao longo do Rio Cávado, algumas delas próximas desses locais de descarga e não nos parece que a população, tomando conhecimento desta situação, usufruisse destes espaços, até porque estamos perante algo que coloca em causa a saúde pública, além dos impactos nefastos no ambiente que daí resultam. Pelo que seria importante, até solucionarem este problema, colocar avisos à população sobre o verdadeiro estado da água” afirma Rafael Pinto, porta-voz Distrital.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo