País

Arrepiante homenagem ao bombeiro falecido: “José vai estar sempre connosco”

Largas centenas de pessoas marcaram presença no funeral do bombeiro da corporação de voluntários de Miranda do Corvo José Augusto Fernandes, que morreu no sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã. “Esta corporação chora pela perda de um tão insigne companheiro”, afirmou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Miranda do Corvo, Fernando Jorge, durante a cerimónia fúnebre, que decorreu no quartel da corporação local.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, estiveram presentes, bem como o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, Luciano Gonçalves, e o presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Fontelas Gomes, uma vez que a vítima foi árbitro de futsal.

“A melhor maneira de homenagearmos o nosso colega é a continuar a enfrentar o perigo. Nós vamos continuar e o José Augusto vai estar sempre connosco”, afirmou o comandante dos Bombeiros de Miranda do Corvo, Fernando Jorge, não conseguindo conter as lágrimas. O chefe José Augusto Fernandes morreu e três bombeiros ficaram feridos no sábado durante o combate ao incêndio que deflagrou ao final da tarde desse dia numa encosta da Serra da Lousã, junto a um acesso ao Trevim, no concelho da Lousã (distrito de Coimbra), que terá sido provocado pela trovoada que se fez sentir na região.

O presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Miguel Baptista, decretou, no domingo, “três dias de luto municipal em memória e reconhecimento de José Augusto Dias Fernandes”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo