Vila Verde

Falta de água em Vila Verde. Socialistas acusam executivo de “silêncio ensurdecedor”

Um silêncio ensurdecedor “perante o desespero generalizado, facto que não podemos tolerar”. É desta forma que a concelhia de Vila Verde do Partido Socialista, presidida por Samuel Estrada, caracteriza o comportamento do executivo municipal, liderado pelo PSD, perante “a falta de abastecimento de água em muitas freguesias do concelho” que “instalou o caos entre a população” ao longo dos últimos dias.

Em comunicado enviado ao Semanário V, o PS Vila Verde aponta o dedo ao executivo que “há 24 anos (…) despreza o sistema de abastecimento de água que, por via de ausência de investimento, se tornou obsoleto e incapaz de acompanhar as necessidades do concelho, condenando os vila-verdenses à indignidade e colocando-nos nos últimos lugares do ranking nacional nesta matéria”. O partido vai mais longe e acusa o executivo de ter um sonho antigo, “a privatização da água”. “Para o efeito, quanto pior, melhor (mais barato)”.

A oposição socialista promete continuar atenta “na luta pela melhoria da rede e pela salvaguarda da mesma como um bem público que não será entregue, de qualquer modo, à voracidade dos interesses privados” e acrescenta que perante “este quadro de terceiro mundo, o Sr. Presidente e o seu executivo têm de explicar aos vila-verdenses, com a urgência que o assunto reclama, em que estado se encontra a rede e que medidas estão a ser adotadas para combater este problema”.

De recordar que, nos últimos dias, têm sido reportadas falhas no abastecimento da água pública em vários pontos do concelho de Vila Verde.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo