Saúde

Teste ao sangue deteta cancros até quatro anos antes do diagnóstico convencional

(c) Direitos reservados

Chama-se PanSeer e é um novo exame ao sangue que permite detectar sinais de cancro no estômago, esófago, colo-rectal, pulmão e fígado de uma forma muito precoce, em pessoas que ainda não manifestaram sintomas da doença. A nova técnica foi desenvolvida por uma equipa de investigadores nos EUA e permitiu reconhecer cinco tipos de cancro até quatro anos antes de um diagnóstico convencional. Apesar dos bons resultados obtidos e da elevada taxa de precisão, os cientistas sublinham que o teste ainda não está pronto para usar em contexto clínico, avança o Jornal Público.

É mais um avanço no campo do diagnóstico precoce do cancro através de métodos minimamente invasivos e que se servem apenas de uma simples amostra de sangue. Desta vez, o teste procura sinais de uma modificação química no ADN (metilação) no sangue que está associada à presença de um tumor. O trabalho apresentado por uma equipa da Universidade da Califórnia, em San Diego, que contou com a colaboração de investigadores da Universidade Fudan, na China, e da start-up internacional Singlera Genomics, é descrito esta semana na revista Nature Communications.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo