Destaque

Minho. Mulher detida por supeita de atear fogo no Parque Nacional Peneda-Gerês

(c) Direitos reservados

Um mulher, com 57 anos de idade, foi detida na segunda-feira por ser suspeita da autoria de um fogo florestal que ocorreu no início do mês, no Gerês.

Segundo um comunicado da Polícia Judiciária (PJ), o incêndio em causa ocorreu no dia 4 de agosto, numa freguesia de Terras de Bouro, em área protegida do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG) e teve início numa “zona de difícil acesso”.

No local do incêndio, “existiam condições de enorme risco de propagação” devido à carga combustível do PNPG e pela orografia da região.

O incêndio consumiu cerca de dois hectares de vegetação herbácea, mato e arvoredo, não tendo atingido maiores proporções devido à rápida intervenção dos Bombeiros.” lê-se no comunicado.

A detenção foi feita pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, com a colaboração do Grupo de Trabalho do Norte de Redução das Ignições Florestais e da GNR, após terem sido recolhidos “substanciais elementos de prova”.

A arguida, doméstica, reside na freguesia onde ateou o fogo e irá ser presente a tribunal para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo