Viana do Castelo

“O amor à vida fez mudar o programa da Romaria D’Agonia”, emoção em Viana do Castelo

“O que é que nos leva a eliminar todo esse programa, que atrai multidões a esta cidade, o que é que nos faz eliminar tudo isso, uma palavra: Pelo amor à vida”, afirmou D. Anacleto Oliveira, no Santuário de Nossa Senhora d’Agonia.

Na homilia da solene concelebração eucarística, o bispo diocesano explicou que o centro da romaria da Senhora da Agonia, “a razão de ser desta festa, está no amor à vida”.

“Só que o amor tem que se adaptar às circunstâncias em que as pessoas vivem”, realçou na Missa campal.

D. Anacleto Oliveira assinalou que aquilo que as pessoas fazem noutras alturas “como expressão do amor” e que contribui para a sua vida e a “vida dos outros”, como “o convívio, a reinação, a brincadeira, o baile”, “neste momento colocaria em perigo a vida dos outros e a própria vida”.

“É por isso que tenho de renunciar a tantas coisas que gostaria de ter, que seriam extremamente úteis a mim e aos outros, por amor à minha vida e à vida dos outros. Este amor é muito mais autêntico, o amor verdadeiro é aquele que é provado, é aquele em que mais tenho de renunciar a mim próprio, aos meus gostos, aos meus interesses. Esse sim, é um amor verdadeiro, que se sacrifica como uma mãe o faz pelos seus filhos”, desenvolveu.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo