Vila Verde

“Para que reabrir os complexos de lazer em pleno surto no concelho?”, Paulo Marques

(c) Direitos reservados

O líder CDS-PP de Vila Verde através de comunicado mostrou a posição do partido relativamente à abertura dos complexos municipais de desporto no concelho numa altura de um novo surto de covid-19 no concelho.

Comunicado na íntegra de Paulo Marques líder do CDS-PP Vila Verde:

Alguns dados
– Em março há os primeiros 5 casos de Covid no concelho.
– Entre março e fim de maio, 203 novos casos.
– Entre maio e fim de junho há uma grande diminuição com “apenas” 13 novos casos.
– Entre julho e agosto, aumento exponencial de 62 novos casos.

Se em março (dia 12) e ainda sem casos de covid no concelho, o município fechou os complexos desportivos municipais com a justificação (e muito bem) do perigo social de disseminação do covid-19; a 1 junho o governo permitiu a abertura de ginásio e complexos desportivos em Portugal e o município de vila verde, ainda sem o novo surto de covid, optou por não abrir os ginásio e piscinas municipais. Porque é que precisamente agora que vivemos um novo surto no concelho (62 novos casos em poucos dias e, infelizmente, deverá aumentar), com as pessoas assustadas e a existir algum alarme social, é que o município decide abrir os ginásios e as piscinas municipais? Qual é a lógica? Então, se enquanto não haviam casos novos, era legal e até fazia sentido termos os complexos desportivos abertos, não os abriram, é exatamente quando disparam os novos casos que os abrem? Qual é a lógica?

Parecem-me que tudo isto é demasiado sério para ser levado com ligeireza”, conclui o centrista.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo