Braga

Braga. Parque da Ponte degradado, com lago ao abandono e sem sinalização Covid-19

(C) Carlos Dobreira

O ambientalista Carlos Dobreira numa monitorização realizada no Parque da Ponte e nos parques infantis contíguos constatou diversas situações que enfermam de ilegalidade.

“De facto, o Parque da Ponte, foi o palco do programa Somos Portugal (TVI), apresenta bebedouros públicos sem a sinalização de desactivação por prevenção devido ao Covid – 19 (com exceção de um bebedouro num dos parques infantis) e continua a ser utilizado para convívios como aliás pude constatar”, escreve o ambientalista.

Acrescenta ainda que no que respeita aos parques infantis, estes não estão encerrados, apresentam equipamentos degradados e são utilizados pelos pais e crianças inclusive até para sessões fotográficas.

De mencionar ainda o cheiro a putrefação e urina detectado no lago existente, observando-se alguns resíduos recicláveis, beatas de cigarro a boiar na água e uns acessos vedados a passadiço de madeira de forma muito ingénua.

“Por fim, fiquei estupefacto com a utilização de pregos na afixação de placas identificativas da espécie das frondosas árvores do Parque”, conclui Carlos Dobreira.

Fotos: Carlos Dobreira

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo